InícioInício  Portal GPAPortal GPA  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Conectar-se  

Compartilhe | 
 

 reprodução do peixe palhaço part I

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Denis Cetera
Moderador
Moderador
avatar

Número de Mensagens : 1089
Idade : 40
Data de inscrição : 11/04/2008

MensagemAssunto: reprodução do peixe palhaço part I   Ter Maio 27, 2008 8:55 am

Decida que peixe você vai querer criar, depois de decidir compre o aquário para manter o casal, o tamanho do aquário esta ligado ao peixe que você escolheu, se for um Percula, você pode usar um aquário de uns 75 a 100 lts, se for um peixe do tamanho de um Tomato ou Marron, monte um aquário de uns 150 a 200 lts. Monte o aquário, coloque água, snalls, mini paguros e deixe-o rodar até os parâmetros da água estarem adequados.


Adquira o casal do peixe ou tente formar um, se você optar por Marron ou Tomato, é melhor você já comprar o casal formado, pois formar um casal destes peixes é muito trabalhoso, o aquário estando em condições, coloque o casal nele e deixe os peixes se adaptarem, controle amônia, nitrato e etc... mantendo a água sempre em boas condições. Se você optar por comprar dois peixes pequenos e colocá-los no mesmo aquário para esperar que eles formem um casal, essa demora poderá chegar a mais de um ano, então pense um pouco na hora de adquirir os peixes. Outra observação, você também pode colocar os peixes no tanque principal fazendo a remoção das ovas ao invés de ter um aquário só para eles.
Um detalhe interessante, sabe aquela regra de que a fêmea é sempre bem maior

Material Necessário

Bom, para o desenvolvimento de uma prole de peixes palhacos voce devera providencias os seguintes materiais. "vou chamar a cria, de larva, porque na verdade ela é uma larva mesmo)
1. Uma cultura de Algas para alimentar os rotiferos
2. Uma cultura de Rotiferos (pelo menos uns 30 lts)
3. Cistos de artemias (mas só a partir do 4 ou 5 dia de eclosão das ovas)
4. Um aquario de uns 50 lts (para colocar as larvas)
5. Sal sintetico para fazer agua nova, ou agua natural (para TPAs)
6. Plastico ou papel preto para revestir as laterais do aquario das larvas
7. Termostato e um aquecedor em wats compativeis como tamanho do aquario uns 30 a 50 wats
8. Uma bombinha de ar e mangueiras para injetar ar no aquario
9. Um sifão para sifonar o aquario das larvas
10. Uma lampada fluorescente de uns 20 ou 30 wats
11. Filtro de esponja (daqueles que tem uma esponja e uma power red encima)
12. Um skimmer, pode ser daqueles safados(é o que eu uso em meu aquario eheeheheheh) que usam uma pedra porosa (mas isso voce nao vai precisar no comeco,e pode muito bem fazer um caseiro tambem by dennis quaresma).

Aquário de Larvas

O aquário das larvas deve ter de 30 a 100 lts, tanques maiores são mais difíceis para manter as larvas bem alimentadas pela quantidade de rotiferos que terá que ser colocado neles, ele deve ter as laterais forradas com papel ou plástico preto, isso para que a luz entre por cima e não pelos lados do aquário, (não vai pintar o aquário de preto não, pois depois você vai remover o plástico e caso pinte não vai dar para tirar), lembre-se que quanto menor for o aquario mais rapido a àgua vai degradar e ficar poluida, (menor é mais dificil de manter as condições da agua, mas muito grande é mais dificil de alimenta-las).
Antes de você usar o aquário, verifique como esta à colagem do silicone dos vidros, veja se ela não esta com frestas por onde as larvas possam entrar, se você achar mais prudente, passe uma nova camada de silicone para que ele fique bem liso e sem frestas ou furinhos, pois as larvas são curiosas e se entrarem em um furo ou fresta, não saberão sair e morrerão.
Coloque o termostato, e abaixo dele coloque uma mangueira de ar, isso para fazer com que a água quente do termostato circule pelo aquário, caso contrario as larvas ficarão em volta dele, pois ali a água é mais quente e agradável.
Monte a iluminação, use uma lâmpada relativamente fraca, uns 20 wats, mas a altura da lâmpada você só vai conseguir regular depois que as larvas estiverem no aquário.
A idéia é você estar com o aquário pronto e montado, (sem água) para quando chegar à hora você poder colocar água e as larvas e começar a batalha.

Preparando a Água

Bom, aqui a coisa complica um pouco.
Vamos relembrar, no aquário das larvas coloca-se água do aquário de onde as ovas vieram, parte destas ovas eclodiu e parte morreu, vc deve socar rotiferos na água para as larvas comerem, as larvas comem feito loucas e soltam um monte de sujeira na água alem disso colocque comida em pó e cistos de artemias, como vc tem que colocar um monte de rotiferos e boa parte deles não será comida pelas larvas eles em umas 12 horas morrerão de fome pois eles comem algas e no aquário não tem algas, acho que aqui já deu para perceber onde eu quero chegar, é isso mesmo com tudo isso os parâmetros da água vão pro brejo rapidinho e você vai ter que fazer um monte de TPA, o que custa uma grana para quem usa água artificial. (de onde tirei parte das informações consta que na primeira ninhada que o cara tirou ele gastou 3.502 lts de água em TPA para manter um aquário de larvas de 72 lts e a partir dai ele foi testando a qualidade da água e chegou em um numero aceitável para a manutenção das larvas quanto aos parâmetros da água).
Lembre-se, os parâmetros da água influem diretamente no período em que as larvas levam para passar pela metamorfose, que pode ocorrer entre 8 e 12 dias (depende da espécie)
Os parâmetros de água ideal - suportáveis para o desenvolvimento sem comprometimento da cria é:
pH 7.5 a 8.3
Amônia (a um pH de 8.3) menos de 3 ppm
Amônia (a um pH de 7.5) menos de 25 ppm
Densidade de 1.018 a 1.026
Nitrito (densidade de 1.024 a 1.026) menos de 20 ppm
Nitrato : menos de 100 ppm
Temperatura de 23 a 28º

Controlando os parâmetros da água:

Em um aquário deste tamanho a qualidade da água pode variar rapidamente, o pH pode baixar o nitrato, nitrito e amônia podem subir e assim por diante, o pH é facilmente mantido nas TPAs ficando mais ou menos constante entre 8.1 e 8.4.
Cuidado com TPAs para correção de pH, pois quando o pH está baixo à tendência da amônia é baixar também e em um TPA com a subida brusca do pH a amônia subira também.


Considere a seguinte situação:

Suas larvas estão nadando e comendo rotiferos felizes da vida em uns 40 lts de água, com pH de 7.5 e 1 ppm de amônia, você vem muito bem intencionado e faz uma TPA de 4 lts com zero de amônia e pH de 8.3. O aquário passa a ter 44 lts de água com pH de 7.7 e amônia a aproximadamente 3 ppm. A água ficou melhor ou pior do que estava antes?
Pensando assim, ou você troca uns 90% da água para garantir a sua qualidade ou deixa ela do jeito que estava anteriormente pH 7.5 e 1 ppm de amônia.

Água de TPA :

A água evapora ou deteriora ou você é obrigado a sifonar o aquário e de qualquer jeito vai ter que fazer uma TPA, sendo assim, você deve fazê-la à noite por gotejamento, 1 gota por segundo e como a amônia vai subir de qualquer jeito você deve colocar nesta água, neutralizador de amônia.

Nitrato :

Querendo ou não, ele vai subir, porque ele é cumulativo, uma parte dele vai sair na TPA, mas esta não é suficiente, o que você pode fazer neste caso é subir um pouco a densidade do tanque de 1018 para 1024 ou até 1030, não faça isso rapidamente, deixe a água ir evaporando que a densidade sobe gradativamente, use esta técnica até que as larvas passem pela metamorfose e depois coloque um filtro de esponja. (tem um baratinho para aquário de água doce) e depois ajuste a gravidade vagarosamente novamente.

Tarefas diárias :
Pelo menos duas vezes ao dia teste; pH, Amônia, Nitrato, Nitrito, densidade, cheiro da água e formação de espuma na superfície do aquário.
Apos a eclosão dos ovos, baixe a gravidade gradativamente para 1.018 ou 1.021 até verificar a presença de nitrato, ai você sobe ela novamente para 1.024 a 1.030.
Mantenha a temperatura da água estável, pois variações de temperatura fazem com que os parâmetros da água variem também, mantenha a água a 28º constantes.
Verifique a formação de algas verdes no aquário, fundo e laterais, não as tire, pois elas acabam sendo benéficas para a água.
Verifique a presença de bactérias na água ou vidros, se existir um tipo de fungo branco, faca a limpeza e troca de água pois eles podem ser prejudiciais para as larvas.

bem amigos, fim da part I, abraços.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
reprodução do peixe palhaço part I
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1
 Tópicos similares
-
» Reprodução de Peixe Paulistinha
» Reprodução do Peixe Barbos
» Reprodução de Peixe Mexirica
» Reprodução do peixe espada
» Reprodução Peixe Betta

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 :: Listas de Discussões :: Aquarismo Marinho em Geral-
Ir para: