InícioInício  Portal GPAPortal GPA  FAQFAQ  BuscarBuscar  Registrar-seRegistrar-se  MembrosMembros  GruposGrupos  Login  
Compartilhe | 
 

 ...::::PATÊS PARA ACARÁ DISCO::::...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Rodolfo_
Colaborador
Colaborador


Número de Mensagens: 430
Idade: 31
Data de inscrição: 02/09/2012

MensagemAssunto: ...::::PATÊS PARA ACARÁ DISCO::::...   Ter Ago 06, 2013 1:42 pm

Achei interessante amigos,
segue artigo do Wilson Vianna na íntegra:


Quem inventou o patê para peixes ornamentais?

O patê para peixes ornamentais foi inventado por um cidadão americano chamado Myron Gordon. Ele era médico patologista e ictiólogo e responsável pelo setor relativo à nutrição dos peixes do Aquário Público do Museu de Nova York, sendo um aquariofilista muito respeitado, principalmente pela performance dos peixes que criava e que freqüentemente expunha em mostras da época.

Na década de 60, do século passado, por falta de diversidade de ração para peixes ornamentais, Gordon começou a realizar os seus experimentos e conseguiu formular um patê que atendia as necessidades nutricionais dos seus peixes.

Dr. Gordon ficou muito famoso entre os simpatizantes por peixes ornamentais da época e nunca escondeu a formulação do seu patê, inclusive, divulgando-a em diversas revistas do segmento de peixes ornamentais, sendo a mais importante a TFH - Tropical Fish Hobbyst que tinha circulação mundial. Alguns aquariofilistas brasileiros, membros da ACAPI - Associação Carioca de Aquariofilia Piscicultura e Ictiologia, que tinham acesso à revista TFH, passaram também a fabricar o patê e utilizar na alimentação dos seus peixes.


A seguir descrevo a formulação original do patê do Dr. Myron Gordon:

450 gramas de fígado de boi
30 folhas de espinafre
2 ovos inteiros sem casca
2 colheres de sopa de aveia em flocos
1 colher das de café de açúcar
1 colher das de café de sal
1 copo d'água

A partir da formulação do Dr. Gordon os aquariofilistas começaram a inventar fórmulas alternativas, adicionando ou retirando produtos, "ao seu livre arbítrio" e assim, cada um tem a sua receita, garante que é a melhor e geralmente se gaba dos resultados obtidos. Alguns guardam a sua formulação como segredo a sete chaves.

Determinados aquariofilistas, mais criativos, dão asas à imaginação e idealizam fórmulas mirabolantes com a utilização de substâncias diversas, como por exemplo: vitaminas para ser humano, medicamentos bombásticos, ração para cavalos, ração para gato, ração para cão, sopinha de bebê, casca de siri torrado, casca de ovo, minhoca da Califórnia, girinos de rã, hormônios, anabolizantes e muitos outros.

Cabe ressaltar, entretanto, que o trato digestório da maioria dos peixes ornamentais, não possui a complexidade do trato digestório os seres humanos e muitos daqueles produtos utilizados na composição do patê não são metabolizados pelo animal, sendo, assim, excretados quase que "in natura" o que acarreta o aumento dos famosos compostos nitrogenados "nitrito, nitrato e amônia", inibidores do crescimento e prejudiciais a saúde dos peixes ornamentais.

A título de informação, Convém alertar, também, que o uso inadequado de determinados elementos (vitaminas, proteínas, lipídios) poderá acarretar problemas para os animais que se deseja produzir. Por exemplo: o excesso de substâncias ricas em lipídios - em espécies de peixes que tenham um metabolismo mais lento - poderá inibir o sistema reprodutor do animal. Devemos lembrar que na natureza, as gorduras não fazem parte do cardápio da maioria dos peixes ornamentais.

A seguir vou descrever - na integra - as formulações dos patês elaboradas pelos mais famosos criadores de peixes ornamentais do mundo, exatamente da forma como eles prescreveram:

Patê do Criador de Acará Disco Dick AU (Estados Unidos):

Quatro partes de coração de boi ou peru
Uma parte de camarão crú
Uma parte de espinafre congelado
Algumas gotas de vitamina líquida infantil

Remova o máximo gorduras do coração e ligamentos.
Coloque o coração no processador até formar uma pasta grossa.
Adicione a carne de camarão, o espinafre congelado e as vitaminas; não adicione água.
Deixe moer até formar uma pasta arenosa. Quando esfregar um pouco no dedo e não sentir pedaços a mistura está pronta.


Patê do Paul Hahnel "O pai dos Guppies" (Estados Unidos):

Uma porção de fígado de vaca
Uma porção de cereal
Remover todas as fibras do fígado e passar no misturados.
Adicionar uma quantidade igual de água.
Coloque o fígado processado num recipiente e acrescenta tanto cereal quanto o fígado puder absorver.
Divida a mistura em pequenos recipientes e ferva durante meia hora.
Após esfriar coloque no congelador ou freezer.

Patê do criador de Acará Disco Schmidt-Focke (Alemanha):

Coração de boi ou de peru
Carne de caranguejo
Espinafre
Ração para peixes ornamentais

Patê do Criador de Acará Disco David Dollman (Estados Unidos):

Um coração de Boi
Um ovo cru
Uma colher de sopa de páprica (especiaria colorífera e levemente adocicada feita a partir do pó de diferentes espécies de pimentão vermelho)
Quatro colheres de sopa de spirulina
Um pacote de gelatina sem sabor
Remova todas as veias e gorduras, passa-se por um processador.
Após processado o resultado é espalhado em um plástico e congelado.
Após o congelamento os pedaços podem ser cortados.

Patê do Criador de Acará Disco Dale Jordan (Canadá):

Coração de boi
Camarão
Espinafre
Couve flor
Gérmen de trigo
Pêra

Patê do Criador de Acará Disco Jack wattley (Estados Unidos):

Coração bovino
Camarão
Fígado bovino
Espinafre
Vitaminas
Banana

Patê do Dr. Daniel Carnevia (aquariofilista Espanhol, autor do livro " Alimentos e Alimentacion"):

200g de carne de pescado
10g de ovas de peixe
10 folhas de espinafre
2 claras de ovos
1 colher (de café) de sal

Patê de Wilson Vianna:

A formulação do patê "Vianna 01 - Bio-enérgico" vem sendo estudada há mais de 10 anos e aperfeiçoada de acordo com os avanços nas pesquisas. Utilizado em pesquisa na Universidade, bem como por vários criadores, tem demonstrando um excelente resultado, relativamente à fertilidade, desenvolvimento, resistência a patologias, intensificação das cores, digestibilidade, etc. Os produtos utilizados devem ser frescos e de excelente qualidade.

250g de coração bovino
150g de fígado bovino
100g de espinafre cozido
50g de farelo de aveia
50g de proteína de soja
150g de banana prata (madura) com casca
150g de cenoura
4 dentes de alho
2 colheres de sopa de agar-agar ou gelatina natural

Limpe o coração de boi e o fígado retirando todas as gorduras, peles, nervos e cartilagem.
Dê uma leve fervura no espinafre e jogue fora a água verde.
Pese todos os ingredientes e deixe em vasilhas separadas.
Comece a liquidificar, na ordem acima, adicionando uma quantidade de água apenas o suficiente para facilitar a trituração. Quanto menos água melhor.
Por último, adicione a gelatina ou agar-agar, direto na mistura, bem devagar com o liquidificador girando em alta.
Leve ao fogo, em banho-maria, dando apenas um pré-cozimento para coagular as moléculas.
Quando estiver morno, quase frio, volte com a mistura ao liquidificador e acrescente o alho, pois a ação vermicida do alho atua quando ele está crú.
Coloque em pequenos potes e mantenha no congelador. Tire do congelador apenas a quantidade suficiente para um dia. Não fique congelando e descongelando o patê, senão ele perderá grande parte das suas propriedades nutricionais.


Informações adicionais:

Espinafre:
Será importante colocá-lo em água fervente e tirar a primeira água, pois esta possui uma substância chamada ácidos oxálicos, que inibe a absorção do ferro, fazendo com que ele seja eliminado nas fezes.

Alho:
É um poderoso agente antimicrobiano e a sua ação é atribuída ao componente ALICINA, que inibe o desenvolvimento de bactérias, destrói fungos, estimula o fluxo das enzimas digestivas e elimina toxinas. Estudos recentes comprovam a atuação da ALICINA, na morte de bactérias gram-negativas, causadoras de infecções e furunculoses. Funciona também como agente antiviral. O alho deve ser utilizado in natura, ou seja, sem ir ao fogo.

Proteína de Soja:
É uma proteína de alta qualidade, completa e de base vegetal, com qualidade protéica igual à da carne, leite e ovos. A proteína de soja tem a pontuação PDCAAS mais alta possível para uma proteína (1,0). Esta pontuação refere-se ao seu potencial de digestibilidade e disponibilidade de aminoácidos essenciais. A proteína de soja possui efeito antioxidante comprovado através de pesquisas. O potencial de antioxidação é atribuido ao aminoácido chamado isoflavona genisteina que inibe a oxidação do colesterol.

Wilson Vianna
wovianna@oi.com.br
Graduado em Administração de Empresas pela UNISUAM/RJ. Aposentado pela Petrobrás desde 2004. Graduado em Ciências Biológicas pela UNISUAM/RJ, Pós-Graduado em Biologia Marinha pela UNISUAM /RJ, Membro do International Betta Congress, membro do International Betta Fórum, titular da Piscicultura Vianna (Magé/RJ), relações públicas e articulista da revista Mania de Bicho (RJ). Gestor do Centro de Estudos de Aquariofilia - CEA, membro da equipe de pesquisa Científica "Aquisuam". No momento estuda nutrição, genética e patologias que afetam o Betta splendens e o parasito Camallanus cotti fujita, que afeta o plantel nacional de peixes ornamentais.
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
MarceloCaetano
Regular
Regular


Número de Mensagens: 170
Data de inscrição: 28/07/2012

MensagemAssunto: Re: ...::::PATÊS PARA ACARÁ DISCO::::...   Qua Ago 07, 2013 10:12 pm

Excelente colaboração Rodolfo!

Na minha humilde opinião é um tópico que poderia ser fixado!

Abs!
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 

...::::PATÊS PARA ACARÁ DISCO::::...

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

 Tópicos similares

-
» Botei a femea no gaiolão , quanto tempo eu espero para ela se acazalar com o azulão e quantos dias para ser galada????
» Para Iniciantes
» Romã para os TF...
» Anilha para trocar
» Frutas para coleiros

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
 ::  :: -